Sentenças com a tese “do mero aborrecimento” diminuem os valores pagos, à título de indenização por danos morais, originados de relações de consumo viciadas